segunda-feira, 24 de maio de 2010

Vencedores Festival de Cannes 2010

 
Texto retirado do site Cinema em Cena: http://www.cinemaemcena.com.br/Premiacao_Detalhe.aspx?ID_PREMIO=7&ID_PREMIACAO=1482

As honras foram feitas: já são conhecidos os vencedores do Festival de Cannes de 2010, que aconteceu entre os dias 12 e 23 de maio na cidade francesa.
O destaque da premiação foi o cinema asiático. Lung Boonmee Raluek Chat, do diretor tailandês Apichatpong Weerasethakul, arrematou a Palma de Ouro principal. O filme foi inspirado em uma fábula budista que conta a história de um homem que toma a decisão de passar os últimos dias de sua vida na selva. Lá, ele vê o fantasma de sua esposa morta e de seu filho desaparecido. Já o sul-coreano Lee Chang-Dong levou para casa o prêmio de melhor roteiro, por Poetry.
Nas categorias de atuação, venceram europeus. A francesa Juliette Binoche foi a vencedora por seu trabalho em Copie Conforme, dirigido por Abbas Kiarostami. Já o prêmio de melhor ator foi dividido entre o espanhol Javier Bardem, por Biutiful, e o italiano Elio Germano, por sua atuação em La Nostra Vita.
Deu Europa também no prêmio de melhor direção. Quem levou foi o francês Mathieu Amalric, por Tournée. Também da França, Xavier Beauvois arrematou o Grande Prêmio pelo longa Des Hommes Et Des Dieux.
Uma surpresa agradável foi a categoria Prêmio do Júri que honrou o filme Um Homem que Chora, de Mahamat-Saleh Haroun, primeira produção africana na competição em 13 anos. Dá nome ao filme o poema de Martinica Aimé Cesaire, que diz que "um homem que grita não é um urso que dança", e conta a tragédia do Chade e sua guerra civil através de uma pequena história familiar.
Confira abaixo a lista completa:

Palma de Ouro
Lung Boonmee Raluek Chat (Uncle Boonmee Who Can Recall His Past Lives), de Apichatpong Weerasethakul

Melhor Ator
Javier Bardem, por Biutiful
Elio Germano, por La Nostra Vita

Melhor Atriz
Juliette Binoche, por Copie Conforme (Certified Copy)

Melhor Direção

Mathieu Amalric, por Tournée (On Tour)

Melhor Roteiro
Lee Chang-Dong, por Poetry

Curta-metragem
Un Chienne d´Histoire, de Serge Avedikian

Câmera de Ouro
Año Bisiesto

Prêmio do Júri
Um Homem que Chora (Un Homme qui Crie), de Mahamat-Saleh Haroun

Grande Prêmio
Des Hommes et des Dieux (Of Gods and Men), de Xavier Beauvois
(J.S.)

2 comentários:

LADY DARK ANGEL disse...

oie
ei vc lembra?
cineclube disse...

Legal o seu blog!
Então, as 5 coisas:

- Entrar na graduação;
- Dar continuidade ao blog (dá uma passada lá ;D)
- Começar um curso de desenho;
- Praticar algum esporte;
- Fazer alguém feliz !

Até mais!

e a oq vc realizou?

bruno knott disse...

Javier Bardem vem com tudo esse ano!

Tô bem curioso para assistir Biutiful.

Abraços.

Postar um comentário