segunda-feira, 31 de maio de 2010

CINECLUBE01 Comenta: Vanilla Sky


Vanilla Sky é um filme que pode dividir opiniões, mas é feito principalmente para agradar o público de maneira geral. A produção é uma refilmagem do filme Abre los Ojos de Alejandro Amenábar de 1997, considerado pelos críticos um filme muito mais completo e profundo do que a versão considerada superficial do diretor Cameron Crowe. Acompanhamos ao longo da trama a história de David Aames, um ricaço que herdou dos pais uma enorme fortuna e controla grandes empresas. Ocasionalmente ele se relaciona com sua amiga Jullie Gianni (Cameron Diaz), que morre de ciúmes ao perceber a aproximação entre David e Sofia (Penélope Cruz). Em um ataque de loucura, Jullie provoca um grave acidente (com David ao seu lado) que lhe tira a vida e faz com que David tenha dúvidas do que é real ou sonho em sua vida.



                O filme possui um bom enredo. Isso é fato. Mas a forma como a história é contada ao longo do filme provoca diversas dúvidas no espectador. O diretor Cameron Crowe opta por contar uma história de forma não linear a partir do que David conta a seu psicólogo. Porém, ficamos confusos sobre a ordem em que as coisas acontecem e principalmente sobre o que é sonho e o que é realidade, uma vez que isso é revelado de forma antecipada ao espectador. Outra coisa que particularmente me decepcionou muito foi o final (é claro que não vou contá-lo). Tudo o que acontece como forma de explicar o filme parece absurdo demais. Parece que foi feito apenas para esclarecer o que não ficou claro ao longo da história. 



                Mas também há pontos positivos no filme. A relação entre perdas e ganhos entre David e Sofia, arrependimentos e a reflexão sobre o que é real ou sonho em nossas vidas (ou o que queremos que seja real ou não) nos emociona em vários momentos. Paramos para pensar no que um verdadeiro amor representa e no quanto sua ausência faz falta. Se por um lado, o diretor opta por uma narração um pouco confusa, ele também escolhe planos de câmera que valorizam os sentimentos dos atores e conseguem passar ao espectador toda a confusão mental presente na mente de David. A fotografia e a trilha sonora também são espetaculares. Já no quesito atuação o filme também deixa um pouco a desejar. Tom Cruise parece exagerar em certos momentos com suas expressões principalmente em momentos de dor e sofrimento. Penélope Cruz chama mais atenção por conta de sua beleza do que pela atuação que pouco convence. Já Cameron Diaz está muito bem e transmite todo o descontrole de sua personagem, característica que desenrola toda a história. 



                Vanilla Sky agrada muita gente porque engloba diversos aspectos típicos de um filme hollywodiano, como um final impressionante, belos efeitos e com uma produção elaborada de modo geral. Porém, isso não parece compensar todos os problemas existentes durante a produção. Tinha tudo para se produzir um filme muito mais interessante do que foi realizado.

Texto de Renan Araújo
PS: Como eu e o Guilherme temos opiniões diferentes a respeito desse filme, resolvemos identificar o autor do texto



0 comentários:

Postar um comentário