segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Videoteca Básica - Gangues de Nova York (2002)






   “Gangues de Nova York” esta longe de ser o melhor filme de Martin Scorsese, mas existe algo que me fascina nessa película. O cineasta que se consagrou com filmes como Táxi Driver, Touro Indomável (veja os screenshots deste filme no nosso arquivo!) e anos depois com Os Infiltrados, não atingiu sua melhor forma com essa obra, mas que tem sim os seus créditos.
   Se existe um início que ficou marcado em minha mente por muito tempo foram os instantes que abrem “Gangues de Nova York”. Momento que é, aliás, de suma importância para compreensão do filme em si, pois mostra em pouco tempo o acontecimento no qual gira em torno a trama. É uma das poucas cenas que contém emoção, que por sinal é um grave problema do longa.


        
   O filme impressiona pela riqueza dos cenários. É impossível não ficar impressionado com a Nova York do século XIX, tomada pelo caos, domínio e disputa entre gangues (como o próprio nome sugere).  Mas ao contrário do se pensa, tais grupos não são formados por bárbaros que se divertem apenas com bebidas e destruição. Eu diria que um lado “mais humanizado” é destacado, como é visto na celebração anual da gangue dos “Nativistas”, que lembram sempre daquele que citam como “o último homem honrado”: o falecido Padre Vallon (ex líder do grupo rival “Coelhos Mortos”) e pai do protagonista. Mas não pense que as lutas, tiros e facas ficaram de lado. O grande destaque fica por conta das batalhas entre as gangues pelo controle de Nova York.
  Mas nem tudo é belo nesse filme. “Gangues” é instável e apresenta muita informação para o expectador (sobre os dados históricos e temporais na qual o longa se passa). O romance entre DiCaprio  e Cameron Diaz é quase que simplório, não é dado tanta importância na trama. Leonardo tem sim uma boa atuação, mas o grande personagem do filme é Daniel Day-Lewis, ou melhor, Bill “Açougueiro”. Infelizmente o ator não levou o Oscar de 2003 pela sua interpretação, que é fantástica.



     Os efeitos sonoros são sensacionais, sendo que o filme foi indicado na categoria de Melhor Som em 2003. A trilha sonora contém a banda irlandesa U2 com a belíssima canção "The Hands That Build America" (vide última cena). Termino esse post com o trailer e o videoclipe da música. Não deixe de conferir.

8 comentários:

Leandro disse...

olha nao vi esse filme ainda .só pedaços mais ahco q deve ser legal

:D

renovacao disse...

Parece ser um filme interessante...

BobDog disse...

tempasso q to querendo ver esse filme!

Eu Amo Cães... disse...

Apesar de gostar muito de filmes, ainda não vi. Deve ser legal...

Parabéns pelo blog!

Rodolfo Soares disse...

Esse filme é mto bom... Já assisti várias vezes... Sherlock Holmes me lembra ele..
Abraços
www.borarir.com

PanPum Flûor disse...

cara nao consegui gostar desse filme ;/
assisti umas tres vezes e nada ;/

Cangaceiro Surfista disse...

concerteza esse foi um dos melhores filmes que eu já assistir.

é bem básico mas prende a atenção da pessoa


valeu!

Julia Sakai disse...

não assisti esse filme ainda, mas vou ver se é bom :D
parabens pelo blog :)


http://pinguimquente.blogspot.com/

Postar um comentário