terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Grandes nomes - Quentin Tarantino

Quentin Tarantino é um diretor emblemático. Talvez seja o grande nome do cinema na década de 90’, tendo despontado em 1992 com o independente “Cães de Aluguel”, filme que traria consigo algumas características que seriam estendidas para outras produções do cineasta, como a violência e os diálogos afiados (vide Pulp Fiction, obra prima de Tarantino).

O ex-balconista de videolocadora de Manhattan Beach aprendeu cinema com as longas horas diante das fitas de vídeo. "Eu nunca freqüentei a escola de cinema. Eu freqüentei o cinema", disse o diretor certa vez, resumindo em poucas palavras a origem do seu estudo que o ajudaria a desenvolver um estilo próprio.



Tarantino também é controverso, sendo amado por uns e odiado por outros. Já cansei de ouvir pessoas que citam Kill Bill como um filme sem sentido, que Bastardos Inglórios não exprime a verdade (e não exprime mesmo. Aliás, o que é verdade no cinema?) e que Pulp Fiction é muito violento. Vale ressaltar que tais pessoas são tão acostumadas com aquele velho estilo hollywoodiano (mocinha/ bandido, comédia amorosa...) que não conseguem ver nas obras do diretor algo mais do que “apenas algumas cenas de violência gratuita”. Mas isso não vem ao caso, só queria exprimir a minha “revolta” em relação àqueles que não sabem apreciar o melhor do cinema e que costumam dar preferência aos filmes comerciais (ou, como eu costumo chamar, os filmes “caça-níqueis”).

Outro ponto marcante do cineasta é o fato do nome “Quentin Tarantino” estar sempre à frente do próprio filme. Você não vai ao cinema assistir Bastardos Inglórios, e sim ver o novo filme do Tarantino. Muitos, como eu, já pensam em um grande filme quando o nome desse diretor é citado em algum artigo sobre longas em produção. E até agora foi surpreendente a maioria dos seus lançamentos, seja como produtor, diretor ou roteirista.


Se você busca conhecer mais sobre os filmes de Quentin Tarantino, eu indico, além dos já citados, Jack Brown e Assassinos por Natureza. Este último só tem o roteiro de Tarantino, e foi dirigido pelo Oliver Stone, mas é perceptível como as marcas do cineasta estão presentes nesse filme. Se você está acompanhando o Blog já deve ter visto os screenshots desse longa em algum post do passado.

9 comentários:

kbritovb disse...

unico q conheço é kill bill e num gosto tanto assim
mas é um grande diretor pelo menos de nome

Rodz Online disse...

PQP, Taranta é meu diretor favorito!!! Tá certo que ele deu mole com o "Death Proof" mas lavou a alma com o Bastardos inglórios.

Dá uma chegada no meu blog depois que tem um post sobre ele com o curta "Tarantino's Mind", desvendando o código Tarantino, que mostra a ligação entre seus filmes.

abçs

Rodz

http://rodzonline.blogspot.com/
http://rodzonline.blogspot.com/

-------------------------------------------------------------

Participe da Comunidade do Orkut Blogs sobre Rock e Cinema:
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=97308660

Blog Da Fama disse...

super diretores

Juh Lima disse...

Quentin Tarantino é rei! sou fascinada pelos filmes...
Sugestão: David Linch
escreve algo sobre ele ou algum filme de sua autoria
Blog muito legal, parabéns!

Alexandre Terra disse...

pulp fiction e caes de aluguel esta entre meus filme favoritos, tarantino eh um diretor incrivel! aind anao vi bastardos ingloriosos, mas vou ver em breve

http://alexandreterra.blogspot.com/

Parafernália o blog disse...

Não sabia desta historia dele, bem interessante, muito bom o texto.
http://muambadoparaguai.blogspot.com/

Paty disse...

não gosto de Tarantino, só vi Pulp Fiction e não gostei, não gosto de filmes c/ violência gratuita.

Jean Leal disse...

Eu admiro muito essa cara.Realmente seus filmes são muito bons!
"Sin City" é dele?
abraços

Bacilla disse...

Esse cara é bom, porquê ele é diferente dos outros! Quem mostra cenas como da maneira que ele faz? Já vi Bastardos Inglórios e acho um filme chocante, mas ainda fico com Pulp Fiction como melhor filme deste diretor. Cenas como quando o John Travolta crava a agulha no peito da mulher com overdose, em Pulp Fiction por exemplo. Falta-me ver Kill Bill dentre os quais acho que é o mais conhecido dele. Porém aproveitando as outras indicações, logo logo verei também.
Abraço

Postar um comentário